Bob Esponja Como Você Nunca Viu (Nem Deveria Ter Visto)

Estranhas tirinhas que demonstram um lado obscuro e pornográfico do Bob Esponja onde a forma como foi desenhado e a coloração contribuem muito com isso. Vejam abaixo: [...]

Normal Porn For Normal People: A Verdade Vem À Tona!

Se tem um site que intrigou/intriga muita gente, é aquele "Normal Porn For Normal People", que ficou muito conhecido após sua creepypasta (de mesmo nome que o site) ser solta por aí... Descrições de vídeos bizarros, envolvendo gore, sexo e coisas grotescamente bizarras faziam parte da história do site. Normal Porn For Normal People logo se tornou uma creepy clássica e não demorou muito para que se descobrisse que o site definitivamente existia, para a surpresa de muitos. [...]

Globsters - As Mais Bizarras Coisas do Mar!!!

Acerca desse assunto a pergunta mais difícil de se responder não é nem se é real ou não, mas sim: o que é um Globster? De monstros marinhos até animais pré-históricos sobreviventes, essas criaturas ainda não tem um conceito muito fixo. Entretanto, definem-se por Globsters (ou Blobsters, ou Blobs) carcaças irreconhecíveis à vista, encontradas próximas de ambientes aquosos (a maioria delas em costas de praias, mas também podem ser avistadas em rios, lagos etc). [...]

Five Nights at Freddy's

Se imagine na pele de um vigia noturno que deve vigiar uma pizzaria por câmeras de segurança. Imaginou? Certo. Agora imagine que durante seu trabalho você nota que os mascotes animatrônicos (animatronics) que na verdade deveriam cantar e alegrar a pizzaria durante o dia começam a mudar de lugar conforme você vai vigiando o local. Os animatronics passam a vagar pela pizzaria e você então percebe que há algo de errado. [...]

WebDriver Torso: O Que Há Por Trás Desse Misterioso Canal?

WebDriver Torso: um canal do youtube com mais de 80 mil vídeos, todos curtos (em média, 11 segundos) com um padrão bizarro, onde retângulos azuis e retângulos vermelhos movimentam-se em diferentes posições ao som de um bipe. O canal foi fundado em 7 de março de 2013 - ou seja, tem mais de 1 ano de vida - e é uma espécie de máquina de funcionamento infinito e contínuo, afinal envia vídeos quase toda hora! Só para dar uma breve noção a vocês: no Natal, o canal enviou 400 vídeos! [...]

Yami Shibai - Histórias de Terror Japonesas

Yami Chibai é uma série de televisão de origem japonesa produzida por ILCA e dirigida por Tomoya Takashima, juntamente com o roteiro escrito por Hiromu Kumamoto e narrado por Kanji Tsuda. A série estreou em 14 de julho de 2013 na TV Tokyo. O show é organizado em uma série de curtas em que cada episódio tem duração com menos de 5 minutos. Cada episódio mostra um conto diferente, baseados em lendas urbanas e mitos de origem japonesa. [...]

quarta-feira, 3 de agosto de 2016

Adeus, Insanos e Insanas


BOTE SUA PAMPERS... PELA ÚLTIMA VEZ...


Se com muito prazer e ânimo eu fazia uma apresentação capenga por essas páginas em agosto de 2012, em agosto de 2016, quatro anos depois, eu venho aqui encerrar essa história.


Começou no ano passado, junto com os grandes problemas da minha vida. Estar mal na escola, estar desconectado da escrita e à beira de uma depressão deixou minhas relações com as coisas, todas elas, desde blog, amizades, habitualidades, muito instável, de forma que nenhum gosto, nenhuma atitude me parecia concreta o suficiente para seguir fazendo. E foi dessa forma que eu me vi sem mais saco para o Predomínio do Terror. Não estava mais me contemplando. Não que o problema fossem vocês ou eu (indiretamente era eu), mas a vida tava difícil, o tempo curto, a mente prestes a gritar "Allahu akbar"... e... simplesmente a própria ideia do Predomínio mesmo não tava me agradando.

O Pedro parecia que ia voltar; botou o cinto, girou a chave, puxou o freio de mão, mas na hora do 'vamo vê' saiu fumaça do motor e a estaca zero estava ali de novo. Foi um golpe na minha esperança de ter um amparo para poder pensar sobre essa situação. Ele ficaria postando de vez em quando, eu jogando umas coisinhas simples aqui e ali; uma hora eu voltaria de vez. Mas não deu.

Projetos planejados já não eram mais cobiçados por mim, novas ideias vinham, mas não faziam sentido com o que temos aqui. E aí a lâmpada ascendeu. Junto com ela, veio uma paulada. Demorou. Eu precisei enfrentar o meu problema com apegos. Não consigo matar nada. Não tem essa de "sofria, agora sou fria". Agora, no entanto, era hora de passar por cima desse quase subconsciente imposto nas minhas ações.

Enrolei vocês, sim, fui um canalha, sim. Um fanfarrão. Voadora nesse projeto de político, que promete e não cumpre. Pois é hora de afrouxar a gravata, subir as mangas da camisa, limpar o suor da testa branca e gritar sem medo para o povo.

Eu sou um bosta! Errei, menti! (Não roubei!)

Impeachment pro Leon!

Não tem retorno, não tem nem o que já ta pronto e programado para o retorno. O Predomínio do Terror vai para o caixão, insanos e insanas. Sinceramente? Já não pesa tanto a consciência. Vai ser melhor para vocês. Eu acredito que quando alguém se disponibiliza a fazer um blog, ela ta embarcando num processo de troca de informação, além de entretenimento. Tem um certo compromisso aqui, um que, pelo menos eu, quero seguir. E já não o estava mais há muito tempo. Talvez nunca estivesse. Eu e Pedro e os outros que por aqui passaram deixamos coisas boas, posts bem feitos, originais, pesquisados com carinho e cuidado para passar o melhor conteúdo e deixá-los o melhor informado, ademais, estimular o pensamento, o raciocínio. Debater. Mas na maioria do tempo cedíamos a uma mera creepypasta mais vagaba. É foda fazer muito post original mesmo, mas se é pra fazer, bicho, que faça direito. E nesse quesito, a gente tava mofando, o que me incomodou - e incomoda - um bocado. Pior ainda, quando é uma situação da qual não se consegue sair.

Muitos dos nossos parceiros caíam do nosso lado. Lua Pálida (de onde, aliás, eu copiava pra caralho), Caçadores do Medo, quase o Creepypasta Brasil. Vários outros se foram. E eu ia percebendo esse tipo de problema em alguns desses blogs. Mas uma galera ficou, principalmente no Youtube, e ta aí até agora, como o Felipe, o Sigma, o grandioso Assombrado, e mais e mais. E estão fazendo um ótimo trabalho, honrando o terror no Brasil, com um conteúdo original e de primeira.

E é a isso que quero me juntar, corrigindo o meu erro e o dos que caíram.

Quero estudar terror, quero entender mais do assunto, embarcar numa parada um pouco mais preparado e embarcar pra me dedicar. Escola? Pau no cu dela um instantinho. Isso é minha vida também. Tenho que resolver pendências ainda, mas to trabalhando nisso. Eu quero estudar o que quero e o que gosto e quero passar conteúdo de verdade e original pros meus leitores e pras minhas leitoras. Farei com isso com a faca nos olhos e o sangue nos dentes (ta certo isso, produção?) e ano que vem eu penso de novo em ser um blogueiro - mais que isso, um ser humano com a função de trocar informação com outros e outras - de verdade.

Enfim.

Isso aqui era, para além de um adeus (ou até breve), dar-lhes explicações das minhas atitudes e dessa fase calmamente turbulenta do blog. Eu só tenho a agradecer vocês. Agradecer aos meus parceiros e parceiras que por esse caminho se esbarraram comigo. Todos e todas vocês me aguentaram por quase quatro anos, toda semana gastando 25% da mesada (menos, só se você for burguês) com aquela pampers suculenta na raba, lendo aquelas piadinhas toscas. Ai ai...

Vocês me ajudaram um bocado. Foram um motivo pra eu querer viver.

Muito obrigado...

Vou chorar não... ai, merda.

O último pedido que eu faço é: não desistam do terror, galera, porque ele ta crescendo por aqui e tem gente dedicada entrando nisso. Acompanhem a rapazeada que eu citei, cacem mais por aí. Levem o que viram de bom por aqui pra vida. Façam PROERD, usem camisinha, imposto é roubo, o Estado nos escraviza, dilmãe, memes (fundamental).

Insanos e insanas...


Bye bye.


QUE SEUS PESADELOS SEJAM PARA SEMPRE REAIS...


terça-feira, 26 de janeiro de 2016

Casos Pessoais #8: Aviões



BOTE SUA PAMPERS E DECOLE...



Não que eu tenha medo de aviões, seja paranoico, ou tenha me assustado de verdade com acidentes como o de fevereiro do ano passado, onde um avião caiu em Taiwan, destruindo parte de uma pista e matando uma porradinha de gente, mas, é sério, minha relação com aviões tem sido estranha ultimamente. Começou há uns meses atrás, com uma cena que veio e depois reveio, e reveio, e reveio...

Estou sentado numa de minhas cadeiras. Ela está do lado da janela; de frente pra mesa e pro computador cujo mecho. É madrugada, eu teclo e ouço música, até que tudo fica estranho. Os fones parecem se afundar nos meus ouvidos, escuto como se estivesse em um avião decolando ou em um carro subindo uma serra (os sons meio distantes, o mundo parecendo estar em slow motion); meu peito estufa, enquanto muito ar entra, bruscamente, pelo meu nariz. Nisso, fico tonto e a visão, turva.

É aí que ela vem, a cena.

Fecho os olhos por um instante e pareço sonhar. Ou "pesadelar", se preferir. Um avião, visto de um ângulo externo, sobrevoa os céus. Suas turbinas barulhentas trabalham normalmente até começarem a pegar fogo. Elas queimam e queimam e o barulho ensurdecedor da aeronave aumenta. O avião perde um pouco de altitude. E mais um pouco. E queima. E o som aumenta. Se torna mais próximo. E queima. E desce. Quando percebo, ele está muito perto dos prédios e vem se aproximando de um local.

Minha casa.

Num voo rasante, o objeto cai e destrói tudo pela frente, afogando as janelas e as pessoas em destroços. Inclusive eu. Então o fogo se espalha; toma o que pode, não perdoa nada. As chamas se engrandecem e explodem.

E consigo finalmente inspirar.

E acordar.

Durante uma boa quantidade de madrugadas tive visões como essas. Faz algum tempo que tive a última, mas na semana passada sonhei que pegava uma arma na minha cozinha, introduzia fogos de artifício nela e, com uma máscara, parecendo um membro do ISIS, eu ia até minha sala. Meu pai (que por algum motivo depilava o cu) dizia que eu estava louco. Eu não dava a mínima e atirava, de minha janela aos céus. Minha mãe perguntava que porra é essa, meu pai arrancava mais um pentelho da bunda. Eu surtava: quebrava celular, pulava de um lado para o outro.

Alguns segundos depois, um avião caía e explodia ali perto.


Não faço a menor ideia do que seja isso. Às vezes, quando tenho essas breves alucinações (as das madrugadas), eu penso que é a morte. E pode ser mesmo. Já conversei com minha terapeuta acerca, não discutimos muito sobre isso. Eu viajo dia 31 de janeiro e estou com um péssimo pressentimento.

Apesar de achar que morrerei em cinco dias, eu estou bem tranquilo.

QUE SEUS PESADELOS SE TORNEM REAIS

sábado, 9 de janeiro de 2016

Cross Over Talk: Um Plugin do Skype Que Permitia Falar Com Os Mortos


BOTE SUA PAMPERS E FALE COM OS MORTOS!


Primeiro vamos começar falando do skype, certo? É aquela rede social por onde você faz chamada de voz ou por vídeo com os amigos e as amigas, falam um bando de asneiras e fazem cyber sexo ruim. Todos e todas conhecem...

Mas sabia que dava pra conversar com espíritos por lá?

A Digital Dowsing, empresa especializada em criar produtos destinados à comunicação paranormal, criou um plugin para a rede social, Cross Over Talk (que poderia ser traduzido como Conversa Cruzada), que permitia os usuários fazerem chamadas com "coisas" do outro lado. 

Site oficial do plugin.
Tratava-se de um método de TCI (Transcomunicação Instrumental) totalmente gratuito, no qual, colocando um número inexistente no campo de telefone e o nome de usuário "Cross Over Talk" na área de adicionar contatos do Skype, se obtinha um contato com uma interrogação. Este, depois de adicionado, entrava na sua lista, junto de seus amigos. Quando clicasse nele, porém, o usuário leria: "este contato não deseja compartilhar mensagens com você". Mesmo assim, bastava clicar em "chamar" e esperar seja lá o que fosse atender...

Veja o tutorial abaixo:






Segundo dizem os relatos, muitas vezes era preciso ter paciência e tentar várias vezes até enfim conseguir contato com "alguém", e as conversas eram, geralmente, curtas e compostas só de "ruídos estranhos como rosnados". 

Como vocês puderam ver na imagem do site oficial, o sistema de "Cross Over Talk" está offline. No mesmo site, também, é dito que; "o sistema original operou por quatro anos e meio e registrou mais de um milhão de usuários até que conta do Skype foi encerrada pela Microsoft em 31 de dezembro de 2013". De fato o sistema está fora do ar até hoje, mas há uma notícia na parte de baixo do site, datada de 19 de março do ano passado, dizendo: "Nós começamos novos testes num novo sistema de servidor e um novo método para permitir que os usuários usarem a interface do sistema popular de novo. Esperamos voltar ao pleno funcionamento em maio ou junho deste ano (2015)".

Diante da incerteza de se voltou ou não, para você não ler essa coisa toda, ficar com um gostinho e não poder aproveitar, seguem alguns vídeos de reações e conversas no youtube.




Ah, e sabe quem fez um vídeo sobre isso? O canal de terror brasileiro Lenda Urbana:


Vai arriscar?



Referências: Sobrenatural.org e MedoB
Site oficial do plugin: Crossovertalk.com


QUE SEUS PESADELOS SE TORNEM REAIS

segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

Lloyd´s Lunchbox - Uma Animação Extremamente Insólita e Repugnante


BOTE SUA PAMPERS E CONFIRA!


Eu tinha que quebrar o hiato pra postar isso. 


Lloyd´s Lunchbox (ou "A Lancheira do Lloyd") é uma animação dividida em quatro partes, criada por Gregory Ecklund para o Spike and Mike´s Sick and Twisted Festival of Animation de 1998. O teor de seus episódios é de uma bizarrice sem tamanho: com traços bruscos e repulsivos, vemos o protagonista, Lloyd, ferir-se das mais diferentes formas e fazer as maiores nojeiras possíveis.

Entre as cenas de masoquismo (como arrancar o próprio dente, explodir o próprio cérebro e até comer pus) não há qualquer diálogo, apenas uns gemidos estranhos de Lloyd e seus gritos de dor. Só no início que você vai ver uns narradores com vozes estranhas introduzirem os capítulos emocionantes da vida desse cara e uma trilha sonora de filme de caipira psicopata.

Realmente não é das coisas mais agradáveis de se ver, mas, de toda forma, estarei disponibilizando abaixo os episódios. Ver, fica por sua conta e risco.

Degustem!


Lloyd´s Lunchbox I: The First Seven Days


Lloyd´s Lunchbox II: Sem Título

Lloyd´s Lunchbox III: Lloyd Adores His Teeth


Apesar do conteúdo bem chocante dos episódios, o youtube os permite em seu site tranquilamente. Ao contrário do quarto e último episódio, aparentemente por ele contar com aparições explícitas de órgãos sexuais. Em outras palavras, pode postar um vídeo de masoquista enfiando um lápis na orelha até sangrar, mas não pode mostrar uma piroca e uma xereca nessa porra. 

Tanto faz, tanto fez, você pode conferir o último episódio aqui:

Lloyd´s Lunchbox IV: How To Get Pronged


Já ta indo embora? Não tá lembrando de nada não?

Quem é fã ou só curte mesmo a banda Korn, em algum momento deve ter escutado a música Right Now, uma das melhores faixas de um dos melhores álbuns deles (Take A Look In The Mirror, de 2003). E se foi felizardo o bastante para ter visto o clipe oficial da música, deve estar se lembrando de que ele contém umas cenas bem desconfortáveis de se ver.

Sim, elas vêm de Lloyd´s Lunchbox. 

Confiram:


Que animação carismática...


QUE SEUS PESADELOS SE TORNEM REAIS

quarta-feira, 18 de novembro de 2015

Pé Na Jaca


BOTE SUA PAMPERS E DEGUSTE!

História originalmente publicada em: Andergroundi. Na publicação original é possível conferir também o processo criativo que originou o conto. 

Eu lamento por todos nós, mas o hiato do blog permanecerá até tempo indeterminado. Em contraponto, estou cheio de projetos para o ano que vem. Aguardem e, por enquanto, degustem!
____________________________________________________________________



As crianças correm.

É bastante engraçado. Suas caras felizes, seus sorrisos eufóricos. Vêm descendo a rampa de acesso entre o pátio e os andares das salas de aula, apressadas para comprar o lanche, jogar seus jogos, conversar asneiras. Tadinhas. Mal têm tempo para falar com o faxineiro.

Os outros funcionários conseguem aguentar essa realidade, as moças e moços da cantina, da limpeza, da manutenção... Mas eu não. Você passa anos assim, sendo ignorado por esses merdinhas mal-educados e uma hora se cansa de ser o fantasma camarada. Quer ser a assombração que assusta, que ataca. Um fantasma vingativo cheio de ódio.

Por quinze longos e sofridos anos o colégio permitiu que os funcionários pegassem as jacas da jaqueira da horta. Eu sempre pegava elas quando estavam grandes o bastante e as levava para casa. Para comer? Não, para descontar meu ódio. Toda vez que eu tinha uma, era um dia em que eu tinha que me preparar para limpar uma baita sujeirada; pedaços de jaca estourada, pela parede, pelo chão. Por causa desses estudantes malditos e ingratos.

Tio, faz isso, tio faz aquilo. E não te dão bom dia, nem obrigado.

E aí vêm eles, suas vozes gritando nos meus tímpanos. Animaizinhos insanos apoiados em duas patas. Gralhas irritantes sem asas. Vou chegar primeiro que você, escuto um deles falar. E, claro, eu sorrio.

Como bem quiser, garotinho.

Ergo minhas mãos e a jaca que está nelas. Movo os braços pra trás, trago a jaca junto, depois com toda força os movo pra frente. Os braços e a jaca. Mas só a jaca voa. Esses mais de vinte quilos de fruta chocam-se com o peito do garoto que veio na frente (que deve ter uns doze anos e uns quarenta quilos). Um estralo ecoa de tão forte que é a porrada, e depois outro de tão forte que é a queda. Os que corriam atrás pegam carona, batendo no corpo caído, indo pro chão também.

A jaca fica no meio da rampa, causando acidentes; todos que vinham atrás vão pisando e escorregando e batendo em quem escorrega. O famoso efeito dominó. Tem criança ralada, com pé torcido, dedo quebrado, chorando, berrando, falando que merda é essa. Tem de tudo.

E aí uma menininha, os cabelos loiros cobrindo um dos olhos molhados de lágrimas, os joelhos ralados e o osso do indicador direito pra fora, vem engatinhando até mim. Ela puxa a perna da minha calça repetidas vezes e suplica com sua carinha de coitada:

- Tio, por favor, tio. Me ajuda. Tá doendo.

Sua vozinha fina e triste entra por um dos meus ouvidos e sai pelo outro. Eu fico lembrando de minha vida como fantasma. Meu olhar é de nojo. Recordo minhas mais dolorosas tristezas, minhas lágrimas de raiva por ser tão desprezado por esses e essas agora fodidos ao redor da jaca. Sou puro amargo. E assim sou por causa deles e delas, inclusive dessa garotinha.

Então reviro os olhos. Debocho  de seu sofrimento. Chuto sua cabeça. Seu corpo pende prum lado e um sibilo escapa. Aí, digo:

- Eu não. Pau no seu cu.

Dou as costas e vou embora.

Feliz.


Autor: Leon Leonidas

Meu cabelo é o ó
Mas minha pele é mara
Se me plagiar
É minha mão na tua cara.

QUE SEUS PESADELOS SE TORNEM REAIS

sábado, 22 de agosto de 2015

Pornô - O Que Você Anda Vendo Pela Internet?


BOTE SUA PAMPERS E... LENNY FACE...



Tínhamos onze anos naquele verão em que Kathy Ritter fugiu ou foi sequestrada, ou qualquer coisa que estivesse na capa dos jornais naquele mês.

Entre isso e a família Ritter se afastando, nunca conseguimos descobrir o que realmente aconteceu. E, eventualmente, esquecemos dela.

Anos mais tarde, eu a vi novamente. Não fugazmente em pessoa, mas online. Em um vídeo pornográfico.

Eu tinha dezesseis anos e o vídeo parecia recente. Pelo menos, tinha sido recentemente enviado. Eu fechei o vídeo e desliguei o computador imediatamente.  Eu tenho vergonha de admitir que não era por preocupação com a Kathy, mas porque eu tinha medo do que iria acontecer comigo se eu fosse pego vendo o que era tecnicamente pornografia infantil.

Foram semanas antes da curiosidade e o senso estúpido de um heroísmo adolescente me vencessem e voltei ao mesmo site,  eu poderia ser o único a finalmente descobrir o que aconteceu com a Kathy. E foi surpreendentemente fácil de encontrar, ela estava em destaque em uma série de vídeos com nomes artísticos como Katty Kathy , Kitty, e assim por diante.

Não adiantava. Todos os vídeos aconteciam no mesmo porão, na mesma cama. Os vídeos eram todos praticamente iguais. Kathy vestindo um traje. Kathy e outra garota. Kathy e dois homens. Havia alguns vídeos também, que eram bastante estranhos como Kathy transando com um cara amputado ou com um ator vestido como um cavalo, mas eu não me incomodei em assisti-los.

Kathy nunca interpretava realmente, porém, mesmo quando ela estava em traje de enfermeira ou qualquer outra coisa. Ela nunca realmente falava em nenhum dos vídeos. Eu percebi que ela mal fazia algum som em qualquer um deles, não gemia, ou tinha a respiração pesada. Mesmo quando os outros atores inseriam coisas dentro dela, não houve reação dela a não ser algumas caretas.

E de vez em quando, ela olhava para a câmera. Não era um olhar de raiva ou mágoa, ou súplica, como se poderia esperar caso ela estivesse sendo forçada a fazer aqueles vídeos. Era mais um olhar de... Aceitação.

Eu tive que parar de assistir seus vídeos depois disso. Agora eu tinha a certeza de que isso não era de sua própria vontade, que ela tinha sido sequestrada e forçada a esta vida. Mas não havia uma maneira que eu pudesse provar que sabia onde ela estava.

Eu relatei os vídeos para a polícia, mas não deu em nada. Eles disseram que não tinha como provar definitivamente que a garota no vídeo era ela. Eu sabia que era Kathy, eles já tinham concluído há muito tempo que ela estava morta e que o caso estava encerrado.

Eu tentei força-los, mas eles me disseram para ir embora. "Garoto, pensar nos pais dela. Fazer filme pornô? Para um monte de gente, apenas acreditar seu filho está morto é mais reconfortante."

Tentei rastrear os Ritters. Minha mãe me disse que seus nomes eram Harry e Laura Ritter, e em uma rápida pesquisa no Google descobri que eles estavam vivendo agora em Oregon.

"Sra. Ritter?" Eu disse quando uma mulher atendeu o número de telefone listado nas páginas amarelas on-line. "É Max Page".

"Olá, Max", disse ela com cautela. Ela não se lembrava de mim.
"Morávamos no mesmo bairro", eu expliquei. "Eu sei da sua filha. Eu acho que eu encontrei."

A mulher ouviu em silêncio enquanto eu disse a ela que eu tinha encontrado e em que tipo de site eu a tinha encontrado. "Eu não quero incomodá-la. Mas a sua filha está viva. E eu tenho certeza  que você poderia encontrá-la se você for a polícia."

Clique. A mulher desligou na minha cara.

Eu pensei que o policial estava certo e desisti de tentar chamar a atenção para os vídeos. Eu parei de visitar o site e tentei tira-lo da minha mente.

Mas, então, eu recebi um e-mail. Tinha sido enviado pelos administradores do site, anunciando um novo recurso para o site. Ligeiramente me revoltei em saber que eles ainda tinham informações sobre mim, e eu rapidamente conectei para excluir minha conta e cancelar a assinatura do site.

E foi aí que eu percebi qual era o novo recurso. Era Pornô Gore.

Quase sem saber o que eu estava fazendo e com uma sensação gelada de medo rastejando sobre mim, eu cliquei para confirmar meus temores. O primeiro vídeo era com a Kathy.

Eu nunca quis assisti-lo. Mas eu sabia que tinha que fazer, porque o título do vídeo tinha o meu nome nele. "Para Max".

Kathy, tremendo e chorando, inclinou-se sobre a cama. Um homem subiu nela, segurando uma faca.

"Diga o que eu lhe disse para dizer", uma mulher comandava de fora da tela.

"Isto é para você, Max Page", disse Kathy.

E então ela soltou um grito desumano enquanto o homem abria o seu abdômen com a faca, espirrando sangue pela cama. Ele mergulhou a mão no corte aberto, ocasionando outro grito de Kathy, e puxou até que seus intestinos e pelo menos um de seus órgãos caíssem sobre a cama.

Eu vomitei ao lado da minha cama antes de correr para fechar o vídeo. Kathy estava morta por minha causa. Ninguém tinha acreditado em mim quando eu disse que era Kathy e agora ela estava morta.

E a voz da mulher... Reconheci imediatamente. Era a mesma voz que atendeu ao telefone, a voz que pertencia a Sra. Ritter.

Fonte: Dossiê do Felipe

QUE SEUS PESADELOS SE TORNEM REAIS

sábado, 11 de julho de 2015

A Bizarra Carcaça da Ilha de Sacalina


BOTE SUA PAMPERS E CONFIRA!

Não, o hiato do Predomínio não se foi, mas hoje estou dando uma quebradinha nele para corresponder a dica do leitor Luisinho. Ele me enviou um material pelo twitter e a partir dele pude fazer a breve matéria abaixo. 
____________________________________________________________________________________________


Na tarde do primeiro dia do mês (01/07), na Ilha de Sacalina, no extremo oriente russo, uma bizarra carcaça foi encontrada na beira de uma praia. Com bons metros de comprimento, muitos pelos e um grande nariz, o animal (ou ex-animal) assustou e intrigou a quem o viu. 

A imagem da criatura se espalhou pelas redes sociais e, em meio as especulações, especialistas se pronunciaram. "Reunimos uma série de cientistas e, após estudar todas as versões, chegamos à conclusão de que se trata de um filhote de baleia", afirmou o chefe do Instituto de Pesquisas Oceanográficas de Sacalina, Nikolay Kim, ao portal RT.com.

Ademais, Nikolay cogita que provavelmente a carcaça trata-se uma (ex)baleia-bicuda que habita o Pacífico Norte e foi parar ali depois de morto. Sobre os pelos, ele diz que tanto as baleias quanto os golfinhos nascem com pelos, estes, por sua vez, se perdem ao longo do tempo. 

Fonte: UOL
Leia sobre: Globsters

QUE SEUS PESADELOS SE TORNEM REAIS

segunda-feira, 1 de junho de 2015

Ei Charlie, ce tá ae, jhowl?


BOTE SUA PAMPERS E CHAME O CHARLIE!

Saudações insanos, como vão? Não, o blog ainda não voltou do hiato, mas to dando uma quebra nele para falar desse assunto que se popularizou colossalmente pela mídia nas últimas semanas e que vem me recheando de pedidos para postar sobre. 


Charlie, Charlie não passa de uma brincadeira simples e - me desculpem - estúpida, que não é mais que um plágio (alerta de eufemismo) levemente adaptado das brincadeiras do copo e do compasso, tabuleiro ouija e afins, e que consiste em escrever "YES" e "NO" duas vezes num papel e colocar dois lápis, formando uma cruz, no centro. As versões variam: pode ser lápis, pode ser caneta, pode ser faca... podem ser até duas pirocas, mas tem que ter algo ali no meio para o demônio poder girar e fazer você se cagar que nem uma macaca com diarreia. 

Tem até versão humana pelo visto...

As tags #CharlieCharlie e #CharlieCharlieChallenge se espalharam tão fugazes quanto eu fugindo de aranha e logo a internet estava repleta de gente chamando "Charlie, Charlie, você está aqui?", fazendo vídeo da brincadeira. Novidade: o bagulho se viralizou, mas como qualquer coisa que se viraliza muito rápido, pouquíssimos eram os que sabiam a origem do jogo. 

É, mas agora a verdade já tá mais rodada que catraca de ônibus também; geral tá manjando que o Desafio Charlie Charlie, que, de acordo com as lendas, seria a invocação de um demônio mexicano chamado Charlie, na verdade, trata-se de um marketing do filme "Gallows" (A Forca, aqui no Brasil). O filme conta história de uma peça de teatro que terminar em tragédia e é reencenada vinte anos depois, evocando memórias, espíritos... enfim, ces já sabem - e vai ser found footage saporra!


Enfim, no meio dessa baboseira, o importante é que a brincadeira do Charlie, Charlie foi útil mesmo é pra zoeira! Que a felicidade reine em seus corações:

Charlie, seu lindo <3

Vá se foder, Charlie.


Isso memu.

Baphollynho te ouça.

Eita, jhowl, deixa noiz reviver piada...


Só chora, passivo.

Oxe...

Verdade...

Ok...






Agora, puta que pariu, a gente dá bola pra cada tosqueira hein? Tudo bem, a ficção nos pode levar a coisas surreais, só que... demônio mexicano com nome de Charlie? Tá fumando sola de sapato com macarrão hein, pelamor... mas toma aí o trailer dessa xereca loka:


E, olha, não adianta espernear, fazer birra, chorar, insistir! Mesmo que você tenha sentido o capeta no teu corpo quando fez a brincadeira, mesmo que crianças tenham sentido mal-estar depois de ter "invocado" Charlie em Manaus (sério, isso aconteceu), apesar de tudo isso, a parada é só marketing. Ou você tá inventando, ou é psicológico ou você fuma crack, meu caro/minha cara.

Tá esclarecida a parada do Charlie? Aproveitou a zoeirinha? Então vão com Baphollynho, insanos e insanas!

QUE SEUS PESADELOS SE TORNEM REAIS

ATÉ BREVE

terça-feira, 21 de abril de 2015

COMUNICADO IMPORTANTE: Saída do Pedro, Mal-Estar, Hiato do Blog, Desabafo...


BOTE SUA PAMPERS... E CONFIRA...

"Nossa hein, Leon, nem posta mais nessa birosca loka né?", olha eu aqui, malandrenho. Infelizmente, carregado de más notícias... ou não.


Ficamos sem post essa semana, porque, primeiramente, eu estou com um probleminha de saúde (tipo, dor de cabeça há cinco dias seguidos, que veio passar hoje), em segundo lugar, porque eu tinha que pensar no futuro dessa joça. Sinceramente? Eu to um pouco desanimado. Vamos por pontos...

Desde que minhas aulas voltaram e eu não tinha o dia inteiro pra escrever, estudar o que eu queria e pesquisar pra postar aqui, eu comecei a desanimar da vida. Eu não consegui me organizar como queria para estudar e compactuar o tempo das aulas com o tempo do meu lazer (que, a bem da verdade, está - e pra caramba - ligado com meu futuro) e isso me deixou frustrado, somado, é claro, ao meu péssimo sono que vem me matando. Eu tenho dormido tarde e acordado cedo, e não tenho dormido bem. Eu parei de fazer exercícios, agora eu tenho mais atividades durante a semana (ou seja, meu tempo pra 'descansar' diminuiu)... eu to todo fodido, gente. Mas tudo isso porque eu não sei me organizar.

Quando o Pedro postou as tirinhas do Deep Dark Fears, eu fiquei animado e achei que ele voltaria pra me dar um forcinha, mas dias depois ele me disse que queria sair da vida de blogueiro. E eu o entendo plenamente; os interesses dele agora são outros, ele tem 17 anos e tem que se focar no que ele realmente quer pra vida dele. Eu só tenho a agradecer a esse parceirão que ajudou muito a esse blog, moldando seu estilo, fazendo posts que sempre atraíram view (o post do Five Nights at Freedy´s, o Bob Esponja Como Você Nunca Viu até hoje trazem view pra caralho). Fora isso, se tornou um amigão de zoeira, e foi muito boa a convivência com ele (tirando que ele é um procrastinador fodido que nem eu). Muito obrigado, Pedro, você é o cara!

Perdemos um integrante, mas ele jamais deixará de residir em nossa memória. Vá com Baphollynho, irmão \o/



Bateu um puta feels aqui...


Enfim...

Agora, meus queridos insanos, sou só eu, Leon, e meu bom Baphollynho pra dar sequência nessa jornada cheia de aventuras. E não estou preparado para isso. Ou melhor, estou sim, mas não do jeito que está. E é por isso que darei um hiato no blog, para me organizar quanto à escola, quanto aos meus projetos fora do blog e quanto ao próprio blog. Enquanto as coisas ficarem paradas por aqui, eu estarei trabalhando em ótimas postagens para vocês; trazer a volta de séries, o início de seres (tipo Leitor Na Forca) e matérias fodas pra caralho que to devendo à vocês.

Em suma, não estou bem, muita coisa na vida não está e com o Predomínio não é diferente. Contudo, este hiato é a chance que eu tenho de poder resolver as coisas ou pelo menos deixá-las mais aconchegantes para mim.

E adendo! O blog vai ficar parado, mas a página no facebook vai estar com tudo! Acompanhe tudo por ela, curtindo e apertando em "seguir" e "receber notificações" (porque o facebook tem uma viadagem de limitar público). Se não curtiu, curte aí embaixo! E tem mais: em breve estarei abrindo vaga para CDC por lá.


Ademais, o Andergroundi vai estar em movimento, assim como o meu wattpad, onde em breve estarei começando um projeto de short creepypastas.

Enfim, isso é tudo, insanos. Eu espero compreensão e que vocês, se puderem ouvir a súplica desse blogueiro meio desanimado, meio letárgico, não abandonem essa casinha simples e pacata a qual chamamos de Predomínio do Terror.

ATÉ BREVE...

QUE SEUS PESADELOS SE TORNEM REAIS

BOA NOITE

domingo, 12 de abril de 2015

Invasão de Zumbis No Metrô: A Pegadinha Polêmica e Sinistra da Câmera Escondida do SBT!!!


BOTE SUA PAMPERS E FUJA DOS ZUMBIS!



Há pouco tempo atrás, eu era pobre (é... eu ainda sou) e só tinha a TV aberta. Uma das alternativas das noites de domingo era assistir ao programa do Silvio Santos. Nunca foi algo que me instigou muito, mas tinha uma parte que eu gostava: as pegadinhas. Engraçadas, bem trabalhadas, um show à parte naquele programa meio chatinho pra mim. Com o passar do tempo, fui notando que algumas dessas pegadinhas foram ganhando um cunho umbroso e foram ficando mais elaboradas ainda. Tem, por exemplo:

A câmera escondida da Annabelle

E a câmera escondida do Chucky


Mas sem sombra de dúvidas, a melhor de todas é a do zumbis no metrô, que vem causando uma repercussão imensa ao redor do Mundo. E, diria eu, uma repercussão merecida: fui uma puta de uma brincadeira. Sério! (Mereceu até essa redundância):



Tudo muito bem elaborado e perfeito para dar susto. Aliás, susto não né, cagaço do caralho mesmo! Eles pegaram o horário mais vazio do metrô de Fortaleza (CE), e tacaram zumbi lá pra assustar a galera. Com certeza desembolsaram uma baita duma grana pra conseguir, e tiveram êxito com uma brincadeira bem bacana, contando com visuais show de bola; maquiagem profissa!


Contudo, há um 'outro lado' nessa brincadeira. Como vocês puderam ver, na última sessão de ataque, uma mulher acabou desmaiando (foto abaixo) e isso levantou algumas questões nos países estrangeiros aonde a brincadeira foi exibida e discutida, como México, Costa Rica e Espanha.

A parte questionável da brincadeira...

Muitos posicionamentos criticaram sobre a perigosidade da brincadeira quanto ao fato de poder estarem presentes pessoas com problemas cardíacos. E... não foi só lá no exterior que rolou isso não. O secretário das cidades do Ceará, Ivo Gomes (Pros), lançou um recado de desaprovação em seu perfil na rede social facebook:


O secretário cogitou investigar acerca de quem teria permitido tal brincadeira, mas de acordo com Rômulo Fortes (ex-presidente da Metrofor), a emissora pagou o aluguel para usar o local e escolheu um dia em que a circulação de metrôs possuía horário estendido para não atrapalhar o fluxo.

Ainda não foi decidida a (possível) punição para ambos. 

Sinceramente? Essas brincadeiras são bem discutíveis, mas qualquer susto filho da puta pode te assustar tanto a ponto de te causar uma taquicardia. A brincadeira realmente foi pesada no sentido de sinistra, mas sei lá... eu achei foda e eu também ficaria com o cu na mão. Infelizmente, eu não enxergo forma de prevenir contra encontros com enfermos do coração - quem sabe uma brincadeira planejada, planejando até mesmo as pessoas. Pra mim, essas pegadinhas devem continuar e a SBT não deve ser punida não. 

É o que eu acho.

E VOCÊ? ACHOU PESADA?

QUE SEUS PESADELOS SE TORNEM REAIS

BOA NOITE

sábado, 11 de abril de 2015

Escolha Uma Porta - Um Bom Dileminha Moral...


BOTE SUA PAMPERS E FAÇA A ESCOLHA!


Há um segredo para essa história que eu vou lhe contar.

Você entra em um quarto. Há duas portas, mas você só pode abrir uma. Após uma porta, se encontra tudo o que você sempre quis. Riqueza. Sucesso. Potência. Fama. Mesmo o amor. Mas para que você ganhe tudo, alguém tem que perder tudo. Sem família, dinheiro, ou o respeito, nunca mais. Esta pessoa pode ser um inocente, ou poderia ser um criminoso endurecido. Você nunca vai saber.

Atravessando a outra porta, encontra-se a paz completa e absoluta para literalmente milhões de pessoas. Tanto sofrimento quanto luta sumirão em um instante. Mas você tem que fazer um sacrifício. Abrir a porta vai matar alguém. Poderia ser um assassino. Poderia ser um pai amoroso. Mas você nunca vai saber. Você arruinaria a vida de um estranho, de modo que você pudesse prosperar? Ou será que você tiraria a vida de um estranho, de modo que muitos pudessem prosperar?

Você não é a primeira pessoa pra quem perguntei isso, e você pode estar se perguntando: "O que os outros escolheram?"

Os números podem chocá-lo, ou talvez confirmar suas suspeitas. Mas por favor, não julgue-os com tanta severidade, já que não existe uma resposta certa ou errada. Esquerda ou direita? Você, ou o mundo? De qualquer forma, alguém tem que sofrer para o outro ganhar. Qual você escolheria? Poderia você, ou aqueles milhões, viver com o fato de que um inocente pode ter sofrido para a sua felicidade? Mas agora é hora de revelar o segredo. Havia, de fato, três portas. A terceira sendo a porta que você entrou: a saída.

Agora, eu vou compartilhar os números com você, mas apenas de uma escolha. Quantos escolheram a terceira porta?

Zero.

Créditos de tradução para: LeMohamedAki

QUAL PORTA VOCÊ ESCOLHERIA?

QUE SEUS PESADELOS SE TORNEM REAIS

BOA NOITE

quarta-feira, 8 de abril de 2015

Você Apenas Obedece - Será Que... Você Consegue Compreender?


BOTE SUA PAMPERS E... ENTENDA...

Você sente o bafo quente em sua nuca. Seus pelos arrepiam com ansiedade. Você é capaz de sentir o fedor pútrido enquanto a voz roca diz que tudo acabará logo. A voz diz para que você não fique nervoso.

A criatura demoníaca diz para seguir em frente, entrar na sala e não olhar ao redor. Você obedece.

Um homem atrás da mesa desliza alguns papéis em sua direção. O demônio diz a você que leia. Você obedece.

O papel é carimbado, "Resultados de avaliação: Sano." A criatura sussurra: "Eu disse que ia te tirar dessa." Ao mesmo tempo, o psiquiatra atrás da mesa diz, "Você está livre, pode ir."

"Obrigado", você responde.


Fonte: Dossiê do Felipe

E AÍ, CONSEGUIU?

QUE SEUS PESADELOS SE TORNEM REAIS

BOA TARDE

terça-feira, 7 de abril de 2015

Pareidolia - O Abstrato Virando Natural O_O


BOTE SUA PAMPERS E VEJA ROSTOS!

A imaginação é de fato o mais divino privilégio humano já concedido. Não há limite para tal, e graças a isso às vezes ficamos totalmente permeáveis para as mais diversas trollagens de nossa mente. Pareidolia é o nome de uma dessas pegadinhas, e você com certeza já lhe foi sujeito.


Vamos lá, você já deve ter visto notícias como "Jesus é visto em pote de Nutella", "Virgem Maria é avistada em sovaco peludo de garoto de quinze anos", entre outras, certo? Na grande maioria desses casos, a imagem onde dizem ocorrer os citados fenômenos está à mostra para todos verem e tirarem suas conclusões. De certo, muitos de nós vemos a dita aparição, mas... será que ela aconteceu mesmo? Será que não é pegadinha da nossa mente? Será que você deveria parar com o crack?

Essas visões (pareidolia) são explicadas como um fenômeno psicológico que nasce a partir da capacidade do nosso cérebro de reconhecer padrões. Por meio de imagens ou sons, ele capta aquilo e tenta encaixar em um desses padrões, tornando natural o que é abstrato. O cientista americano Carl Sagan explica que isso não é nada mais do que uma característica evolutiva do ser humano.

A pareidolia está fortemente ligada à seleção natural/história evolutiva. No nosso caso, por exemplo, há sua presença porque a conquistamos para reconhecer rostos ao longo da vida. Reconhecer, desde cedo, nos acostumar com o rosto da mãe, do pai, de pessoas ao nosso redor em geral. Tudo por uma questão de segurança e sobrevivência que foi evoluindo ao longo do tempo.

No entanto, essa capacidade prega peças facilmente. Um estudo feito em 2009 comprovou que ela é praticamente um reflexo ("instinto"), então um mero esboço de sombra, luz, em suma, de face humana, é interpretado como um rosto por nós e muitas vezes considerado uma espécie de "manifestação sobrenatural" - como nos casos citados no início da matéria. Isto porque quando a pareidolia se manifesta, ela ativa a mesma área do cérebro responsável pela faculdade ressaltada.

Mas a coisa não é fascinante só até esse ponto... não se lembram dos conhecidos emoticons? Pois é, tem um no fim do título do post. E sabe o que eles demonstram? Que não podemos apenas reconhecer rostos, como também os sentimentos que os mesmos exprimem. É aí que este fenômeno entra também como um mecanismo de defesa: quantas vezes você andava pela rua, olhou para um cara ao longe e não simpatizou muito com a cara dele? Em certos casos, esse aspecto nos permite identificar ou sentir algo que pode ser nocivo ou que não possa oferecer perigo.


É claro, várias imagens nos vão sendo exibidas em vida e não só as de nossos pais ficam armazenadas. As pessoas que enxergam Jesus em diferentes planos, exemplificando, tiveram contato com a face do mesmo e familiarizaram-se com ela (o que não é muito difícil no nosso mundo, né). É por isso que é tão comum aparecerem essas notícias, não só sobre Jesus em si, mas sobre personagens bíblicos em geral.

Alguns casos recentes:

Em abril deste ano, uma mulher britânica encontrou uma suposta imagem de Jesus Cristo segurando a cruz em um pão doce.

Em março deste ano, o rosto de Jesus Cristo pode ser avistado em um deslizamento de terra em San Francisco de Putamayo, Colombia.

E, também em março, uma americana achou Jesus numa mesa (não sei aonde que Jesus tá nessa caralha, mas enfim) e botou o objeto à venda por não mais não menos que 16 mil pilinha.

Mas nem sempre a situação é surreal e gloriosa para os fiéis. Pode acontecer uma parada tipo isso aqui:

Isso mesmo, Jesus na toba do cajorrón aí!

Há outros exemplos de comum manifestação pareidólica(?): brincar de ver imagens nas nuvens, avistamento de discos voadores, avistamentos paranormais em geral e... um ponto interessante que gostaria de tocar.

Quem aqui não lembra - ou sabe - da maravilhosa (ironia) lenda urbana, contando sobre mensagens ocultas nas músicas da Xuxa? Bem, ela não é a única vítima, mas todos sabemos que músicas tocadas ao contrário são alvos certos de mensagens subliminares e famigerações. A verdade é que até isso a pareidolia explica, pois esta não se limita só as imagens. Somos, ademais, capazes de pegar sons estranhos - abstratos - e transformá-los em falas transmitidas através de uma voz distorcida - muitas vezes relacionada ao nosso parça capeta.


À bem da verdade mesmo, é que não precisa de pareidolia ou qualquer outro fenômeno psicológico para explicar isso... que diabo (ironia de novo) de música rodada ao contrário vai ficar normal? Cada uma hein!

No fim, chega-se à conclusão de que a pareidolia explica mais coisas ao nosso redor do que pensamos e é um tanto importante conhecê-la. Pelo menos eu achei interessante pra caralho e.e (óia a nossa amiga aí de novo).

Divirtam-se com fotos "pareidólicas":











Da próxima vez que Jesus aparecer em algum alimento, da próxima vez que você enxergar aquela criatura nas nuvens, já vai saber o que é...

VAI TER MAIS PAREIDOLIA NO BLOG AINDA...

QUE SEUS PESADELOS SE TORNEM REAIS

BOA NOITE